de onde viemos

“O ensaio nasce com a crítica, é o gênero da critica. No entanto talvez seja preciso corrigir o que entendemos por critica. Em primeiro lugar, se o ensaio é o gênero da critica, é porque é o gênero da crise, da crise de uma certa forma de pensar, de falar, de viver. (…) A escrita é um dos lugares do ensaio. Não há dúvida de que certos modos de produção artística também são atravessados pela operação ensaio. Seria interessante, talvez, pensar a partir desta perspectiva algumas das formas artísticas mais experimentais das vanguardas históricas e de seus herdeiros. Alguns dos cineastas da Escola de Barcelona, desconfortáveis frente à distinção entre o cinema documental e o cinema de ficção, chamam de ensaio às suas produções”. (JORGE LARROSA, in Operação Ensaio, 2004).

Anúncios

Uma resposta to “de onde viemos”

  1. pablo vieir Says:

    muito bem formulado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: