caça

“(…)Tentei, portanto, numa cena de caça, executar o que havia desejado para o espetáculo do sr. Servandoni. O cenário representava uma floresta cujos caminhos se dispunham paralelamente aos espectadores. Uma ponte finalizava o quadro, revelando atrás dela uma passagem bem distante. Dividi a cena em seis classes, segundo degradações. Cada classe era composta por três caçadores e três caçadoras, que formavam ao todo trinta e seis figurantes. As estaturas, na primeira classe, correspondiam à travessia do caminho feita mais próxima dos espectadores; as da segunda classe substituíam as primeiras, percorrem o caminho seguinte, e as da terceira classe sucediam-lhes, passando pelo terceiro caminho, e assim por diante, até que, ao cabo, a última classe, composta de criancinhas, finalizava o trajeto passando sobre a ponte. A degradação era tão corretamente observada, que os olhos, com ela, enganavam-se; o que era apenas efeito da arte e da proporção acabava parecendo a coisa mais natural e verdadeira. A ilusão era tal que o público atribuía a gradação à distância dos objetos, imaginando que eram sempre os mesmos caçadores e as mesmas caçadoras a percorrer os diferentes caminhos da floresta. A música, os sons obedeciam a mesma gradação: tornavam-se mais doces à medida que a caçada penetrava na vasta floresta, pintada com muito bom gosto. Eis, Senhor, a ilusão que o teatro pode produzir quando todas as suas partes se harmonizam, quando o artista toma a natureza por guia e modelo. (…) Sou vosso, etc…” (NOVERRE, Jean-Georges, Carta 6, apud MONTEIRO, Marianna, 2006, p.234.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: